Conheça a origem da história de Ouro Preto, mergulhe nas belezas da cidade e descubra como surgiu a arte colonial.

1698- A bandeira chefiada por Antônio Dias sai de Taubaté, São Paulo, e avista o Itacolomi do alto da Serra do Ouro Preto, onde se estabeleceu a capela de São João. Ali, se iniciou o forte povoamento do Vale do Tripuí que, trinta anos depois, já possuía cerca de 40 mil pessoas trabalhando na mineração e com a intensa corrida pelo ouro de aluvião.

1707 a 1709-Ocorreu o primeiro conflito envolvendo principalmente portugueses e paulistas: a Guerra dos Emboabas.

Guerra dos Emboabas - História de Ouro Preto

1711-A origem de Ouro Preto se relaciona a reunião de diversos arraiais e nesse período foi elevada à categoria de vila, recebendo o nome de Vila Rica.

1720- A cidade foi selecionada para ser capital da nova capitania de Minas Gerais. Além disso, nesse período ocorreu a revoltada liderada por Filipe dos Santos que lutava contra o aumento da exploração colonial.

1789- Aconteceu a Conjuração Mineira, também conhecida como Inconfidência Mineira, um movimento de caráter separatista, ocorrido em Minas Gerais com o objetivo de libertar o Brasil da dominação portuguesa. O lema da Conjuração Mineira era “Liberdade, ainda que tardia”.

1823- Após a Independência do Brasil, Vila Rica recebeu o título de Imperial Cidade Ouro Preto, concendido por D. Pedro I, tornando-se oficialmente capital da província das Minas Gerais.

1876-Foi criada a Escola de Minas, instituição de ensino superior fundada pelo cientista francês Claude Henri Gorceix atendendo a solicitação do imperador Dom Pedro II na tentativa de introduzir no Brasil a pesquisa cientifica nos moldes do empirismo.

1933- Ouro Preto  foi considerada Patrimônio Nacional, sendo, cinco anos depois, tombada pela instituição que hoje é o IPHAN.

1960-O turismo cultural é introduzido como uma realidade para a população de Ouro Preto, atraídos principalmente pelo valor histórico e o conjunto barroco, turistas começam a freqüentar a cidade

1980- No Comitê do Patrimônio Mundial da UNESCO, realizada em Paris, Ouro Preto foi declarada Patrimônio Cultural da Humanidade.

1988 - Padre Simões prestou um importante trabalho em defesa do patrimônio cultural de Ouro Preto e em 1988 recebeu, em audiência particular com o Papa João Paulo II, a Cruz Pontifícia de Prata, pela defesa da arte cristã em Minas Gerais e no Brasil. Nesse mesmo período, foi inaugurada a Pousada do Mondego, refletindo em seus dois mil metros quadrados a grande história e arte da cidade de Ouro Preto.

1990-O Festival de Inverno volta a acontecer na cidade na década de 1990, atraindo inúmeros turistas, assim como outros eventos sazonais, entre eles, o Carnaval, a Festa do Doze e a Semana Santa.

2000-Inauguração das novas instalações do Museu de Arte Sacra de Ouro Preto apresentando na Exposição Permanente, cerca de 400 objetos de arte sacra produzidos entre os séculos XVII e XIX.

A partir de 2010- Ouro Preto, comemorou 30 anos como Patrimônio Cultural da Humanidade e vem encantando cada vez mais turistas pela sua beleza e arte.